Manifestação contra a privatização dos serviços de água e esgoto


O Stiueg (Sindicato dos urbanitários de Goiás) chama a população e movimentos sociais para uma manifestação em Goiânia contra a privatização dos serviços de água e esgoto, nesta quinta-feira, dia 22 de agosto, às 14:00, na Praça do Trabalhador.

Manif stiueg

A decisão do governo do estado de Goiás, através da Saneago, de entregar (ou subdelegar) a concessão do saneamento básico a empresas privadas já é uma realidade em quatro municípios de Goiás. Aparecida de Goiânia, Trindade, Rio Verde e Jataí terão os serviços de esgotamento sanitário entregue à gestão do Consórcio Centro-Oeste (cuja principal empresa, a Foz Goiás Saneamento S/A, é do Grupo Odebrecht) a partir de 26 de agosto de 2013.

O contrato de subdelegação – essa privatização renomeada –, assinado entre as prefeituras dos quatro municípios e a Saneago, garante à empresa vencedora, além da exploração do sistema de esgotamento sanitário, explorar as ações comerciais do fornecimento de água de cada um dos quatro municípios e exercer o controle financeiro e administrativo de toda a receita advinda do serviço de abastecimento de água. Na ordem de serviço expedida pela Saneago, a transição para a exploração do esgotamento doméstico garantirá um lucro (receita líquida) inicial de R$50 milhões anuais nos primeiros seis anos, e após este período o valor chegará a R$ 105,5 milhões, segundo informações do próprio site da Saneago.

O Ministério Público de Goiás se posicionou contrariamente à subdelegação, afirmando ainda que os prefeitos assinaram o contrato com a Saneago sem o ler e sem que fossem realizados pareceres técnicos para sua aceitação, apontando ainda a existência de clausulas ilícitas.

O Stiueg inicia a luta contra a privatização desse serviço público essencial, que é o saneamento básico. Porém, afirma que a luta não é apenas do sindicato, mas de toda a população, principalmente a de menor renda, que pode perder inclusive o acesso à tarifa social. Entregar mais esse serviço às empresas privadas por 30 anos é deixar a população à mercê dos interesses comerciais, em um serviço público que não deve visar o lucro. Com este modelo a tarifa paga pelo serviço de saneamento básico pode se tornar ainda mais cara, acompanhando os interesses lucrativos das empresas que irão explorar o serviço.

O Tarifa Zero Goiânia se soma a essa luta, e reforça o chamado à população.

Todos às ruas no dia 22 de agosto contra a privatização do saneamento básico de Goiás!

Abaixo a imagem da ordem de serviço da Saneago.

ORDEM 01

ORDEM 02

Anúncios

2 comentários sobre “Manifestação contra a privatização dos serviços de água e esgoto

  1. NÃO DEIXE ISSO ACONTECER EM SEU MÚNICIPIO , EM JATAI GOIAS VIROU UM PESADELO PARA POPULAÇÃO EM UMA CONTA DE ÁGUA COM UM CONSUMO DE 13 MIL LITROS DEVERIA VIM EM TORNO 30 REAIS AGORA TA EM 100 REAIS E TANTAS TAXAS QUE ELES COLOCARÃO NA CONTA DE ÁGUA , O GOVERNO O MINISTERIO PÚBLICO OS JUIZ TEM QUE DAR UM JEITO NISSO , OS VERIADORES DEVERIA POR ESSAS EMPRESA PRA FORA DAQUI NEM UM MÚNICIPIO MERESCE ISSO JATAI GOIAS 03 /10 / 2014 .

  2. Não venha , não envista em JATAI GOIAS agora acho que temos a água mais cara do planeta , temos que bancar essas duas empresa so virou taxas o talão de água e o fim da pica .

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s