Em busca da tarifa zero: FreeBus – Bristol, Inglaterra


É, parece que a luta pela gratuidade do transporte coletivo é realmente internacional. Há um grupo de ingleses que encontrou uma forma bastante criativa de fazê-la: o FreeBus. Tudo começou em meados de 2010, em Bristol, quando um pequeno grupo de pessoas imaginou um sistema transporte comunitário sem fins lucrativos e que oferecesse um serviço de qualidade a um preço acessível para seus moradores. Entusiasmados e dispostos a a estimular o debate sobre transporte público na cidade, jogaram essa ideia na rede criando o site: www.freebus.org.uk . No dia 28 de julho do mesmo ano eles realizaram sua primeira reunião, da qual participaram cerca de quarenta pessoas, entre elas alguns motoristas de ônibus da região. A reação ao projeto foi muito positiva, e em apenas duas semanas chegaram a arrecadar mais de mil euros para dar o ponta pé inicial. Assim o FreeBus foi registrado como uma companhia limitada por um regimento beneficente, e o projeto foi lançado oficialmente no dia 27 de outubro.

O projeto foi ganhando corpo, chegando a reunir mais de 400 membros. Logo perceberam que era hora de testar a ideia, e resolveram colocar na rua uma linha de ônibus gratuita durante um final de semana em dezembro do mesmo. A proposta chamou a atenção da mídia, tanto local como nacional, o que contribuiu bastante para que arrecadassem o dinheiro necessário para financiar o projeto piloto. O experimento foi um sucesso, contou com a participação de apenas de 30 voluntários que ajudaram durante o dia. O ônibus levou cerca de 53 pessoas por viagem, e o melhor, sem cobrar um tostão dos passageiros. Todos os custos para realizar o serviço foram pagos com as doações. A experiência os encorajou a continuar.

O próximo passo foi colocar nas ruas ônibus que operassem com mais frequência, e em junho de 2011 foi inaugurada a primeira linha regular do FreeBus, a F1. O serviço inicial de ônibus gratuito foi contratado por um experiente motorista local e precisou de 10 mil euros(cerca de 24 mil reais) para oferecer ônibus a cada meia hora todos os sábados, durante seis meses. Todos os veículos utilizados possuíam o chão baixo, permitindo um fácil acesso para cadeiras de roda e pessoas com necessidades especiais de deslocamento.

Este ano o FreeBus suspendeu temporariamente a linha F1, a princípio por um semestre, para realizar mais pesquisas sobre origem e destino de passageiros, elaborar novas possíveis rotas e buscar mais recursos para criação de uma outra linha de ônibus integrada a F1. Eles pretendem também se aproximar de grupos locais e da prefeitura, para assim criarem uma linha que atenda melhor as necessidades dos moradores. Como objetivo mais amplo, esse grupo pretende difundir o debate sobre transporte público e combater uso abusivo do automóvel individual.

Está aí mais um exemplo de luta pela tarifa zero, mas também uma demonstração prática de como transporte público pode, sim, ser organizado com a participação dos verdadeiros interessados nele: os usuários!

Que saber mais? Entre no site e conheça mais o projeto: www.freebus.org.uk

Fonte: http://tarifazero.org/2012/04/09/em-busca-da-tarifa-zero-freebus-%E2%80%93-bristol-inglaterra/

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s